Logotipo da entidade

Consultas Boa Vista SCPC

Acidi cobra melhorias no trânsito de Itaquaquecetuba

Presidente da Associação Comercial e Industrial de Itaquaquecetuba (Acidi), Luciano Dávila, destaca a necessidade de mais agentes de trânsito e uma melhor sinalização

A situação caótica em que se encontra o trânsito em Itaquaquecetuba não tem causado transtornos apenas aos motoristas no Centro da cidade, mas também aos comerciantes. As mudanças repentinas das vias e circulação têm prejudicado aos lojistas que se veem envolvidos ao caos causado pela falta da mobilidade urbana. O reflexo disso é queda nas vendas e diminuição da fluência dos consumidores na área central.

Em busca de uma solução para o caso, o presidente da Associação Comercial de Itaquaquecetuba (ACIDI), Luciano Dávila, destaca a necessidade de mais agentes de trânsito e uma melhor sinalização nas principais vias próximo à Praça Padre João Alvares como a Rua Sebastião Ferreira dos Santos e Rua da Liberdade. “É preciso que em dias de fortes chuvas os agentes de trânsito orientem os motoristas para que não sufoque a área central da cidade. Além disso, fechar o acesso à Praça diminui a visibilidade das lojas refletindo na diminuição da exposição de seus produtos e, consequentemente nas vendas. Isto é extremamente prejudicial”, questionou.

Outro ponto que tem causado o ‘efeito cascata’ na aglomeração de veículos é a rotatória que liga a Avenida Emancipação com a Ítalo Adami, duas das principais vias do município. Neste ponto, a Secretaria de Transportes deu um fluxo direto para quem vem da Avenida Vereador Almiro Dias de Oliveira, - saída da Rodovia Ayrton Senna e que da acesso às cidades como Suzano e Poá. Com isso, o motorista que precisa se dirigir à Vila Virgínia precisa fazer o retorno próximo ao Fórum. “Isto tem causado o efeito cascata, porque o trânsito local sofre com os veículos que passam pelo município para chegar ao seu destino como Zona Leste de São Paulo e outras cidades do Alto Tietê. Até melhora o fluxo para quem segue direto, mas prejudica diretamente o munícipe. É preciso rever algumas alterações e, principalmente, avisar com antecedência estas mudanças”, ressaltou.

Com atuação decisiva para o fortalecimento do comércio em Itaquaquecetuba à frente da Acidi, Luciano Dávila foi reeleito no último dia 31 de janeiro para o quadriênio 2014/2018. Liderança reconhecida no meio político por sua atuação de destaque em defesa de comerciantes e consumidores, ele espera agora fazer da Associação Comercial uma voz de representatividade junto ao poder público. “O cidadão itaquaquecetubense é carente de lideranças que discutam o melhor para o município. Como presidente de um órgão tão importante como a Acidi, que fortalece e assegura os direitos aos comerciantes que geram milhares de emprego, é preciso se fazer ouvido”, concluiu.


Luciano Dávila foi reeleito no último dia 31 de janeiro para o quadriênio 2014/2018 à frente da Associação Comercial e Industrial de Itaquaquecetuba