Logotipo da entidade

Consultas Boa Vista SCPC

Comerciantes de Itaquá estão mais otimistas, aponta Acidi

O Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec), medido pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), subiu 3,3% de janeiro para fevereiro. Com o resultado, o indicador atingiu 113,2 pontos no mês de fevereiro. A alta em relação a fevereiro de 2017 chegou a 18,5%.

Para o presidente da Associação Comercial e Industrial de Itaquaquecetuba (Acidi), Luciano Dávila, esses dados também já se refletem na economia da cidade. "O ano passado foi de recuperação econômica e algumas das nossas ações começaram ali a surtir efeito, tanto que a cidade liderou o ranking de geração de empregos no ano de 2017 entre as cidades do Alto Tietê", destaca, acrescentando: " E graças à força do nosso comércio, a cidade liderou, em 2017, o ranking de geração de empregos entre as cidades do Alto Teitê. Isso demonstra o otimismo dos nossos comerciantes que estão investindo e gerando emprego e renda"

O índice da CNC tem uma escala de zero a 200 pontos, em que as avaliações abaixo de 100 pontos mostram pessimismo e acima de 100 otimismo, com o 100 sendo uma zona de indiferença.

Consumo

De acordo com a CNC, a leve melhora do nível de consumo, devido à queda da inflação, ao início do processo de recuo no custo do crédito e à redução do desemprego, resultou no aumento do otimismo por parte do empresário quanto ao cenário atual.

O subíndice que mede a avaliação das condições correntes pelo comerciante apresentou aumento mensal de 6,1%, na série com ajuste sazonal, e 46,3% na comparação com o mesmo período do ano passado.

O Índice de Expectativas do Empresário do Comércio aumentou 1,5% em relação a janeiro e 8% na comparação anual. O subíndice que mede as intenções de investimento do comércio teve aumento de 2,4% na comparação com o mês anterior e de 15,7% na comparação com fevereiro de 2017.

tags: Comércio, Confiança, Luciano, Dávila, Itaquaquecetuba, Itaquá, Economia, Vendas, Empregos