Logotipo da entidade

Consultas Boa Vista SCPC

Sétima edição da Revista Acidi é lançada em Itaquaquecetuba

Na manhã da última quinta-feira (30 de abril), a nova edição da Revista Acidi foi entregue no lançamento da Campanha do Agasalho, promovido pelo Fundo Social de Solidariedade, na praça João Álvares, no Centro. O prefeito Mamoru Nakashima e outras lideranças políticas receberam seus exemplares.

O simbolismo do Dia das Mães é tratado como uma data mais que especial. É um momento dedicado exclusivamente a homenagear a quem merece todo o respeito e gratidão. Mãe e amor são duas palavras que poderiam ser uma só. Muitas são iguais, sim, no cuidado, no zelo, no esforço para que tudo dê certo em todos os aspectos da vida do filho. Infelizmente, as desigualdades sociais não permitem que todas ofertem tudo o que eles merecem e precisam.

Certamente algumas mães estão reflexivas sobre estarem sendo ou não mães perfeitas. Quanto a estas questões, não há o que se dizer, porque mudar esta realidade não cabe apenas a elas. A ideia de homenagear as mães nasceu nos Estados Unidos, no Estado de Virgínia do Oeste, onde uma jovem Ana Jarvis, então professora da Escola Bíblica Dominical da Igreja Metodista de Grafton, em Filadélfia, perdeu a mãe. Isto a deixou profundamente consternada e dominada pela saudade. Visando amenizar seu sofrimento, suas amigas resolveram lhe fazer uma homenagem que pudesse perpetuar a memória da sua saudosa genitora.

Consultada, Ana Jarvis aceitou a homenagem, mas sugeriu que, em vez de recordarem apenas sua mãe, fossem também homenageadas todas as mães, tanto as vivas como as mortas, o que foi aceito. Diante disto, elas passaram a comemorar publicamente o Dia das Mães.

Ana Jarvis quis tornar a solenidade uma data nacional, pelo o que muito trabalhou. Em 10 de maio de 1914, o Congresso Nacional recomendou a comemoração do Dia das Mães e o Presidente Woodrow Wilson assinou decreto-lei considerando o segundo domingo de maio como o “Dia das Mães”.

Em 12 de maio de 1918, pela primeira vez, o Dia das Mães foi comemorado no Brasil, na Associação Cristã de Moços de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, por promoção do seu Secretário Executivo, Rev. Frank M. Long, pastor metodista.

Em 6 de maio de 1932, Getúlio Vargas, então Presidente da República, atendendo a um apelo da Federação Brasileira pelo Progresso Feminino, assinou decreto-lei considerando o segundo domingo de maio consagrado às mães, "em comemoração aos sentimentos e virtudes que o amor materno concorre para despertar e desenvolver no coração humano, contribuindo para o seu aperfeiçoamento, no sentido da solidariedade humana" (fonte: portal.metodista.br).

De lá pra cá vimos a data se manteve como uma das mais importantes no País. Hoje, além do aspecto comercial, o Dia das Mães serve para um encontro dominical familiar, independente da religião. Mães são capazes de superar abismos, conceitos e padrões. Não há quem se negue a homenagear sua mãe. Por isso, nesta edição, a Revista Acidi traz a história da mãe e filha que comandam o Restaurante Abraão, no Centro. Com muito trabalho, a dupla Neide e Letícia (mãe e filha) fixou ponto na cidade e hoje fazem sucesso pelo atendimento diferenciado.

Seguindo o conceito de revista jornalística e informativa, reforçamos o aspecto de credibilidade aliada a Associação Comercial e Industrial de Itaquaquecetuba (Acidi). Nossos esforços diários são para levar aos consumidores o que de melhor o comércio local oferece. Boa leitura!